segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Ser feliz uma questão de treinamento.

Ser feliz uma questão de treinamento.
Quando uma pessoa conhece a Verdade a treva mental e as idéias pecaminosas se extinguem naturalmente.
Agora quando é que isso não ocorre, uma vez que se pressupõe que você já conhece a Verdade?
Para ser verdadeiramente livre é necessário um treinamento diário, uma dedicação contínua.
Para ter lucidez na mente, na vida e no comportamento de modo a refletir em ações cotidianas o despertar espiritual não se pode ser presunçoso.
No livro Você pode curar a si mesmo, no capitulo Vencer a idéia de pecado, o Professor Masaharu Taniguchi, justamente comenta a respeito do questionamento de algumas pessoas de como é possível para alguém que cometeu alguns pecados converter-se em filho-de-Deus e assim viver livre? Para algumas pessoas essa atitude só pode ser considerada uma grande presunção, e que realmente até não se pode melhorar as pessoas incutindo-lhes pensamentos como esse.
Mas é justamente esse tipo de pensamento que tolhe as pessoas.  Muitas pessoas persistem nos erros por não terem consciência de sua natureza divina e por isso não conseguem distinguem o bem e o mal, e ao confundirem o bem com o mal, praticam maus atos, mantêm maus pensamentos com justificativas de serem imunes por terem já até conhecimento da verdade.
Quem conhece a verdade e se coloca no caminho, vive de modo a praticar a verdade.
É possível que se cometa tolices, ou até que se cometam erros, ou mesmo que se mantenham sentimentos obscuros, na mente, mas o fato de existir um compromisso para viver no cotidiano a Verdade, tudo e todos nos ensinam e nos convidam a reflexão e mudanças.
 É necessário prestar atenção nos pensamento s que roubam a paz, é necessário cuidado com pensamentos com perfeccionismo e preocupações exageradas, eles refletem uma intranqüilidade oriunda da falta de confiança em Deus, e na sua natureza divina.
Cuide de suas emoções! A qualidade dos seus pensamentos gera a qualidade de suas emoções.
Há sempre algo novo na mesmice e belo na rotina. Algumas pessoas reclamam da rotina, e até colocam a culpa de eventuais fracassos na rotina: “meu relacionamento não deu certo por conta da rotina, não gosto do meu trabalho por conta da rotina, minha vida não tem graça, tudo é uma rotina”, mas é justamente a rotina que equilibra o caos e nos concede ordem, assim podemos administrar o tempo de cada coisa e cada situação se ajusta em seu respectivo lugar, quem se alegra com as pequeninas coisas vive em sintonia com o modo de viver natural preconizado pela Seicho-No-Ie e assim consegue manter uma vida equilibrada dentro da rotina. A alegria está em você poder viver bem dentro do seu ritmo e de sua rotina.
Quem não se alegra com o cotidiano vive em busca de fatos extraordinários, e essa busca pode levar a pessoa aos extremos, das ações e dos sentimentos, e a alegria se converte em ansiedade, prazer em irritabilidade, paz em medo, vitórias em frustrações.
Para viver bem, cuide dos seus pensamentos diários, treine a tolerância.
A tolerância é um atributo dos fortes e não dos fracos. Só se constrói a tolerância se você compreender as limitações das outras pessoas. Se você verdadeiramente reverência o outro como filho de Deus. A reverência mútua é um meio eficaz para que as pessoas exteriorizem a Vida perfeita de Deus alojada nelas. De modo algum ser condescendente, mas sim viver em harmonia.
Só perdoa quem compreende, só é tolerante quem se eleva. Ser tolerante é conceder o perdão. Para viver em harmonia devemos treinar a nossa mente.
O irritado e tenso amadureceu e tornou-se um velho no campo da emoção, perdeu a capacidade de ser alegre, de continuamente alimentar seus sonhos e sistematicamente preservar suas emoções.
É possível ser jovem no corpo de um velho e velho no corpo de um jovem.
É possível ser desperto e ser prisioneiro do seu próprio despertar.
É possível viver com lucidez e colher alegrias continuamente.
Espero me dedicar continuamente e viver feliz.
Minhas reverências,
Ariovaldo Adriano Ribeiro
fotos by Ariovaldo Ribeiro

3 comentários:

  1. A aparente rotina é caminho para evolução quando aplicada a Norma Fundamental " Ser atencioso para com todas as pessoas coisas e fatos" .. Obrigado por mais esta reflexão.. parabéns Ari.. abraços!

    ResponderExcluir
  2. bom dia, muito obrigado!!!
    marav ilha de tetxo! sucesso e luz!tertuliano

    ResponderExcluir
  3. Ariovaldo! Lindo texto. Saudações. Alessandro

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário!